O Brasil se prepara para ser palco de grandes eventos internacionais como a Copa do Brasil em 2014 e os Jogos Olímpicos em 2016, e o número de turistas estrangeiros no Brasil deve dobrar até lá. A projeção de crescimento para o setor é de 10% ao ano, o que significa 8 milhões de turistas estrangeiros em 2014, ano da Copa, e 10 milhões em 2016.
 
Para capacitar o trade turístico local à receber um público diferenciado que necessita de cuidados especiais, o site Deficiente Legal, em parceria com o Boa Vista-Roraima Convention & Visitors Bureau, Sebrae-RR e o Instituto Federal de Roraima (IFRR), realizará no dia 4 de maio, às 18h30, no auditório do IFRR, o I Seminário de Turismo Adaptado. 
 
A diretora do site Deficiente Legal, Maria Lúcia, que é a idealizadora do evento, Maria Lúcia, explica que é preciso despertar na sociedade a importância da inclusão social. "Boa Vista foi selecionada como a primeira eco cidade do país e será um modelo para outras regiões, então é preciso que os empresários e gestores públicos conheçam mais sobre essa questão".
 
Palestrantes - Para o evento foram convidados dois palestrantes: Ricardo Shimosakai, diretor da organização Turismo Adaptado, uma empresa que trabalha a acessibilidade e inclusão das pessoas com deficiência e mobilidade reduzida no lazer e turismo; e o engenheiro civil e consultor Rodrigo Ávila, que abordará as barreiras físicas, arquitetônicas, e a renovação de infraestrutura existente, para que as pessoas com deficiência possam viver em igualdade de condições com os demais, ao ambiente físico, espaços, equipamentos urbanos, edifícios, e a outros serviços e instalações públicos ou abertos ao público.
 
“Para receber turistas portadores de deficiência, há uma necessidade de atualização para atender a crescente demanda por padrões internacionais na prestação de serviços turísticos e o Seminário irá contribuir com o desenvolvimento do turismo adaptado em Boa Vista", afirmou a Presidente do Boa Vista Convention, Airlene Carvalho. 
  
Estatísticas - O Brasil tem aproximadamente 45 milhões de pessoas com deficiência, e o tema ganhou notoriedade após a Organização dos Estados Americanos (OEA) estabelecer o período de 2006 a 2016 como a Década das Américas das Pessoas com Deficiência – pelos Direitos e Dignidade das Pessoas com Deficiência. 
 
Nesse período os Estados membros, incluindo o Brasil, devem apresentar medidas administrativas, legislativas e judiciais, bem como as políticas públicas necessárias, para a efetiva aplicação do Programa de Ação na ordem jurídica interna. 
 
Entre essas ações, estão: Participação em atividades culturais, artísticas, desportivas e recreativas – Promover políticas públicas para incentivar a cultura, esporte, lazer e turismo como instrumentos de desenvolvimento humano e cidadania, para que as pessoas com deficiência participem das atividades culturais, desportivas, recreativas e qualquer outra atividade que promova a inclusão social e o desenvolvimento integral dos indivíduos em condições de igualdade.
 
O evento é destinado para gestores públicos, estudantes, profissionais e empresários que atuam no trade turístico, como donos de hotéis, agências de viagens, operadoras de turismo, bares e restaurantes e ainda empresas de transporte e comunicação.
 
Boa Vista-Roraima Convention & Visitors Bureau